Publicado em 14/01/22 às 19h27

POSICIONAMENTO DA AMIB QUANTO AO AVANÇO DA PANDEMIA CAUSADA PELO SARS CoV-2 E SUA NOVA VARIANTE ÔMICRON

Desde o início da Pandemia causada pelo SARS CoV-2, a Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB, seguindo os dados mais atuais sobre eficácia, segurança, e estratégia de controle da pandemia, tem se posicionado a favor do distanciamento social, correto uso de máscaras, higienização das mãos e, o mais importante: vacinação para todos.

A variante denominada Ômicron, de acordo com estudos, sugere que seja a mais contagiosa até agora e, ao contrário de outras variantes que atingiram os brasileiros quando o país ainda tinha um baixo índice de vacinação, hoje os índices de mortalidade são menores. A velocidade de transmissão da variante Ômicron continua sobrecarregando o sistema de saúde que, após 22 meses de pandemia, segue fragilizado, com as equipes de saúde – apesar de exaustas, muitas vezes com óbitos dos próprios colegas de trabalho e com alto índice de burnout – seguem trabalhando arduamente para manterem suas Unidades de Terapia Intensiva atendendo a todos os pacientes por COVID-19 e outras patologias graves.

Diante desse cenário, população: não se coloque em risco, conclua o esquema vacinal incluindo a dose de reforço, evite aglomeração, lave as mãos constantemente, faça uso de álcool em gel e use a máscara de proteção corretamente!

Em caso de SARS CoV-2 positivo, mantenha isolamento social, principalmente na fase inicial e aguda. Procure o serviço de saúde se tiver sinal de sonolência excessiva, baixa oxigenação e/ou cansaço excessivo.

A campanha de vacinação para crianças entre 5 e 11 anos será iniciada em breve e, da mesma maneira, é fundamental que todos sejam vacinados.  A literatura médica e a experiência nacional e internacional reforçam que não há, até o momento, tratamento preventivo ou curativo para SARS CoV-2, com a eficácia similar à vacinação. O controle dessa grave enfermidade só será conseguido com elevadas taxas de cobertura vacinal.

Governo e autoridades sanitárias: tomem todas as medidas cabíveis para evitar carga ainda maior no sistema de saúde, reconhecido por atuar de maneira sobrecarregada há anos, garantam insumos para os tratamentos e reforcem a fiscalização para levar atendimento adequado à população.

Diretoria Executiva da Associação de Medicina Intensiva Brasileira – AMIB 2022/2023
Marcelo Maia – Diretor Presidente
Marcelo Brandão – Diretor Vice-Presidente
Cristiano Franke – Diretor Secretário Geral
Carmen Silva Valente Barbas – Diretora Científico
Licurgo Pamplona – Diretor Tesoureiro
Patricia Mello – Diretora Presidente Futuro
Suzana Margareth Ajeje Lobo – Diretora Presidente Passado

  • Associados: (11) 96663-9614
  • Cursos: (11) 99168-4391
55 11 5089-2642
Rua Arminda, 93, sétimo andar – Vila Olímpia São Paulo, SP CEP: 04545-100